SOBRE A DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL

 

A drenagem linfática manual é uma das minhas técnicas preferidas. Seus efeitos são surpreendentes seja em termos terapêuticos ou estéticos. No entanto, o que eu nunca   consegui entender é por que, no Brasil, esta técnica tem sido tão aviltada. Uma série enorme de erros são cometidos e bobagens são ditas para justificar uma falsa publicidade de que a drenagem dói, é uma massagem forte que deixa o corpo roxo, quebra moléculas de gordura (esta é de doer), serve para emagrecer, etc. E assim, uma sucessão de erros e inconsistências deixa uma técnica espetacular no limbo.

A drenagem linfática manual é uma técnica suave cujo objetivo é estimular a circulação da linfa e, assim, desintoxicar o organismo reforçando o sistema imunitário. Outro efeito pouco difundido é o estado de relaxamento geral que melhora a qualidade do sono e o humor. A drenagem linfática manual é feita utilizando-se os dedos e as palmas das mãos seguindo o sentido da circulação linfática (não se começa uma drenagem pelos pés…por favor!!!!) e com pressões variadas (nunca maiores que 40mmgh). Não é interessante se promover vaso dilatação durante a drenagem, por isso utilizar óleos e cremes com canfora, mentol e outras substâncias que aquecem e deixam a região vermelha é outro erro comum.

A linfa é um líquido incolor que circula nos vasos linfáticos graças à contrações pulsadas dos músculos e vasos sanguíneos. Como um sistema de evacuação de dejetos, ela drena os líquidos excedentes, as toxinas e os detritos celulares. Os gânglios situados ao longo dos vasos linfáticos, em particular na virilha, axilas e de cada lado do pescoço, permitem filtrar a linfa e eliminar as toxinas e os detritos que ela transporta. Isto faz com que os tecidos sejam melhor oxigenados, devolvendo a vitalidade à pele.

Quando a circulação da linfa é deficiente, o corpo pode se enfraquecer e se intoxicar, o que pode provocar problemas de saúde: inchaço de membros, celulite, pernas pesadas, estrias e envelhecimento prematuro (vem daí o supreendente efeito rejuvescedor da drenagem), etc.

Um tratamento regular de drenagem linfática deve incluir sessões 1 a 3 vezes por semana. O início do tratamento sempre é feito com maior número de sessões, que podem ser espaçadas a medida que o paciente apresenta  melhoras         evidentes.

Abaixo apresento os resultados num paciente após 10 sessões de drenagem facial. Nenhum outro tratamento   foi realizado no mesmo período.

 

Ahhh… a drenagem não é uma massagem só para mulheres!

 

Escrito por Silvia Ferreira

 

Please reload

  • Facebook ícone social

Acuterapia © 2018